Archive for the ‘Reflexão’ Category

Alguns testemunhos de como o pré-inverno, ou a estação propriamente dita, pode ser bom ou ruim. Começando pela parte carne de pescoço:

I) Coisas que não combinam com o frio:

– Estar solteiro

– Resistência queimada

– Chuva (se bem que esse ano era mais do que bem-vinda)

– Trabalhar de moto

– Trabalhar em frigorífico

– Malhar de bicicleta (pode-se inverter com o item anterior)

– Aulas de natação

– Circular atrasado

– Cama encostada na parede

– Acordar às 6 da manhã

– Perder o chinelo

– Viajar de ônibus

– Jogar no time sem camisa do futebol

 

II) Coisas que combinam – e muito – com o frio:

– Namorada

– Chuveiro quente (evitar o desperdício de água)

– Sopa da mamãe

– Um bom livro (acompanhado de cobertor)

– Um bom filme (também acompanhado de cobertor)

– Chocolate quente

– FÉRIAS!

Rússia!

Rússia!

Os problemas, pra variar, são maiores que as soluções. Deixando as piadas de lado, bora colaborar: http://www.campanhadoagasalho.sp.gov.br

Numa escola pública no centro de Belo Horizonte, estava ocorrendo uma situação inusitada: meninas de 15,16,17 anos que usavam batom, todos os dias beijavam o espelho para remover o excesso de batom.
O diretor andava bastante aborrecido, porque o zelador tinha um trabalho enorme para limpar o espelho ao final do dia. Mas, como sempre, na tarde seguinte, lá estavam as mesmas marcas de batom.
Um dia o diretor juntou o bando de meninas no banheiro e explicou pacientemente que era muito complicado limpar o espelho com todas aquelas marcas que elas faziam. Fez uma palestra de uma hora. No dia seguinte as marcas de batom no banheiro reapareceram.
No outro dia, o diretor juntou o bando de meninas e o zelador no banheiro, e pediu ao zelador para demonstrar a dificuldade do trabalho. O zelador imediatamente pegou um pano, molhou no vaso sanitário e passou no espelho.
Nunca mais apareceram marcas no espelho!

Moral da história: Há professores e há educadores… Comunicar é sempre um desafio!

Às vezes, precisamos usar métodos diferentes para alcançar certos resultados.
Por quê?
Porque a bondade que nunca repreende não é bondade: é passividade.
Porque a paciência que nunca se esgota não é paciência: é subserviência.
Porque a serenidade que nunca se desmancha não é serenidade: é indiferença.
Porque a tolerância que nunca replica não é tolerância: é imbecilidade

1601289_669718099758307_933133125_n

É da Tv Revolta mas tá valendo!