Arquivo de Dezembro, 2013

O site 9GAG montou um comparativo com o preço dos consoles clássicos (Atari, Megadrive, Master System, Neo-Geo…) na época do lançamento, com os  reajustes inflacionários para os dias atuais. O preço está em dólar, e ao analisar a conversão em reais da última cotação (2,33), Neo-Geo e 3DO, ou seja, o luxo e o lixo do fliperama de boteco, sairiam mais salgados que o Playstation 4.

a09e1OB_700b

Alessio Ortu, fotógrafo italiano, é autor do projeto Simulacrum Praecipitii (“A imagem do abismo”, em latim), que retrata a Cracolândia – Sim, ela persiste e resiste em São Paulo – em fotografias, exposições e documentário. A intenção do projeto é alertar as autoridades, não necessariamente públicas, para ter uma reflexão que pode resultar em atitude, com os viciados, podendo assim recuperarem suas condições e ações de seres humanos dignos.

Para entender melhor o projeto segue abaixo o teaser do documentário, trechos  da entrevista do artista italiano a Igor Zahir (Marie Claire) e algumas fotos da região, ora abandonada ora ressuscitada pelos governantes Haddad e Alckmin.

http://vimeo.com/62844849

De onde surgiu a ideia de fazer o projeto “Simulacrum Praecipitii”?

Alessio Ortu: Tudo começou quando, alguns anos atrás, me mudei para São Paulo e me impressionei com essa realidade vista no centro da cidade. Algo tão diferente de outros lugares que morei na Europa e América do Norte. Em setembro de 2011 dei início ao projeto e fotografei durante um ano.

Como se comportavam as mulheres que você clicou? Eram violentas?

O temperamento de todos eles –homens e mulheres – é igual. Quando percebem que você chega lá com boas intenções, querendo ajudá-los e não se aproveitar de uma situação, eles colaboram. Eles querem ser ouvidos. Fui quase sempre bem acolhido.

Como era a rotina de fotos?

Não dá para ir todo dia, pois você fica marcado e é perigoso. Ia lá toda semana ou a cada 15 dias, saía bem cedo de casa e ia direto para o foco da Cracolândia. Às vezes levava horas para chegar na pessoa certa, porque tem fugitivos, traficantes, pessoas que não queriam aparecer e outras que estavam loucas e não entendiam nada do que eu falava. Mas, quando começava a fotografar, ficava mais fácil. Quando um deles já estava sendo clicado, os outros ficavam mais confiantes. Às vezes tinha até fila de espera para as fotos.

Muitas fotos de sua série têm o foco nas mãos. Por quê?

Veio de forma muito natural, já que as mãos retratam muito de nossa alma. Elas fazem tudo, principalmente para quem mora nas ruas. Eles as usam para comer, catar lixo, roubar, se prostituir, se drogar. As mãos dessas pessoas são destruídas, mostrando os sinais da devastação da vida nas ruas. São claramente feias, mas consigo ver uma beleza plastificada nelas.

Você viu coisas que as pessoas associam às drogas? Prostituição, crimes…

Vi mulheres que usavam a prostituição para comprar o crack. Também não me interessava porque acho isso sensacionalista, já que, infelizmente, é um dos únicos jeitos que elas têm de conseguir as drogas. Mulheres se prostituem, crianças e outras pessoas catam lixo, tralhas de casas. Por incrível que pareça, a minoria rouba para se drogar. Apesar da mídia mostrar o contrário, poucos roubam. Na Cracolândia as pessoas catam lixo para comprar a droga. Essa é a realidade.

Qual história mais mexeu com você?

Vários casos, mas o dos menores de idade é impressionante. Não pude mostrar o rosto deles, então tive que clicar com as mãos cobrindo, já que, segundo a lei, eles não devem aparecer. A história deles é muito triste: são meninos e meninas entre 14 e 16 anos, que estão vivendo nas ruas.

crack5

crack1-728x411

crack4-728x409

fonte: http://www.pragmatismopolitico.com.br

O bom mesmo seria boicotar esses assaltantes fixos nas estradas. Mas, enquanto a lei não permite…segue a dica!

“Como você vai fazer se não tiver dinheiro para pagar o pedágio? A solução existe e é muito simples, pena que nós, o povo, os usuários, somos sempre os últimos a saber.

BOLETO PARA PAGAMENTO POSTERIOR.

Meus amigos e amigas:

Vou dar um depoimento pessoal e gostaria que esta informação fosse divulgada…

Voltando de viagem de São José do Rio Preto – SP., para quem conhece a Rodovia Washington Luis, há um Posto chamado Castelo ou Castelinho.

Parei para abastecer e pegar dinheiro para pagar os pedágios faltantes até SP. De repente, meu cartão travou na boca do caixa eletrônico e fiquei apavorado por não contar com dinheiro vivo.

Quando sai do Caixa do Banco havia, nas proximidades, um Policial Rodoviário e perguntei para ele como deveria proceder.

AQUI VAI A, EXCELENTE, ORIENTAÇÃO QUE RECEBI E AGRADEÇO:
“SEGUE VIAGEM E QUANDO ESTIVER NO PEDÁGIO, DIZ QUE ESTÁ SEM DINHEIRO. SEM QUALQUER PROBLEMA OU CONSTRANGIMENTO, ELES EMITIRÃO UM BOLETO PARA VOCÊ PAGAR MAIS TARDE.
FOI EXATAMENTE O QUE ACONTECEU. FOI PERFEITO!

Voltei a SP com vários boletos (para os 4 Pedágios que faltavam para chegar à Capital), para esta semana ir ao Banco e pagá-los, normalmente.

Quantos de vocês sabiam ou sabem disto?

Porque o Poder Público não nos passa esta informação?

Espero que esta informação os ajude porque, realmente, é de UTILIDADE PÚBLICA.

Esta norma se aplica a qualquer Estrada ou Rodovia do País.

Portanto, na próxima viagem, se você ficar sem o dinheiro do Pedágio, não se apavore…

Passe no Pedágio e peça o BOLETO PARA PAGAMENTO POSTERIOR que eles emitem na hora.”

Verdade ou não, retirado do perfil https://www.facebook.com/rosemary.piovezan

01pedagiosSP

Assim seria a resenha:

524683_546294718798860_187479494_n

retirado do http://www.pikiart.com.br (Adriano Kitani)

 

Para muita gente, manter o cérebro ativo já faz parte da receita para prevenção do declínio das funções cerebrais da idade. Uma pesquisa mostra que o hábito da leitura protege o cérebro da degeneração e diminui as mudanças no tecido cerebral.

No estudo, cerca de 300 pessoas com idade média de 89 anos passaram por uma avaliação da memória nos seis últimos anos de vida. Elas responderam a um questionário sobre as atividades de leitura e outras que estimulassem o cérebro durante toda a vida a partir da adolescência.

Após a morte desses participantes, os cérebros foram estudados e os pesquisadores encontraram menor número de alterações provenientes da degeneração cerebral e a presença de placas no tecido do cérebro. As alterações eram correlacionadas aos resultados dos testes feitos na fase inicial da pesquisa.

Fonte: http://g1.globo.com/globo-news/noticia/2013/07/habito-da-leitura-protege-o-cerebro-da-degeneracao-da-idade-diz-pesquisa.html (publicado em 2/7/2013)

A morte de Paul Walker foi noticiada como se ele fosse um mártir, enquanto a de Mandela são simples notinhas de rodapé? Nada contra o ator de Velozes & Furiosos, até admiro a iniciativa dele para as vítimas do furacão no sudeste asiático. Mas e o grande líder sul-africano? Meras e míseras notificações, algumas com suas frases de efeito. Nem quero imaginar o que a turma do humor negro está bolando. E quem foi Mandela, fora ou baseado nas retratações feitas nas telonas do cinema? (Idris Elba é o mais recente, enquanto Morgan Freeman, Sidney Poitier e Danny Glover atuaram em versões anteriores)
– Se sujeitou a ficar em uma cela de 4m² por 27 anos somente por ter lutado contra o etnocentrismo em seu país,
– Pôs fim a um regime de segregação racial aplaudido e ignorado pelas potências que pregam a ‘liberdade’,
– Quando assumiu o governo sul-africano, perdoou os brancos que governaram até então, não praticando a irracional vingança, ainda que no caso fosse aceitável
Mandela não foi nenhum santo em toda vida terrena: Envolveu-se com grupos armados, usou o boxe para fins violentos e integrou a lista dos terroristas mais perigosos dos EUA até 2008. Mas que personalidade histórica digna de respeito nunca cometeu um(ns) deslize(s) sequer?
Descanse em paz grande líder. Por sua causa o preconceito perdeu força na mãe África. Deveria haver outros seguindo teu exemplo. Há muito a ser feito porque os tiranos se preocupam cada vez mais com o lustre de seus sapatos ao invés  do bem-estar dos necessitados.
É, o refrão de Cazuza em Ideologia se faz cada vez mais presente: Meus herois morreram de overdose, meus inimigos estão no poder.

Segue em anexo a trilha sonora feita para o novo filme biográfico do governante. Feito por uma certa banda ativista chamada…..U2!

E para quem achava que cartografia era maçante….

– Mapa dos terremotos no mundo desde 1898. Esqueceram de fazer o censo dos Kaijus.

mapas_ajuda_entender_mundo_18

 

– Lugares por onde o carrinho do Google Street View já passou. E atualizando…

mapas_ajuda_entender_mundo_01

 

– Países que não usam o sistema métrico. Mas gostam de complicar hein?

mapas_ajuda_entender_mundo_02

 

– Os países (22 em branco) não invadidos pelo Reino Unido. Para inglês ver.

mapas_ajuda_entender_mundo_03

 

– A Pangeia com as fronteiras políticas de hoje. Nem assim a Argentina ficaria longe.

mapas_ajuda_entender_mundo_04

 

– McDonalds no mundo. Pobre África (?)

mapas_ajuda_entender_mundo_05

 

– Densidade Demográfica

mapas_ajuda_entender_mundo_12

 

 

Bônus:  E se os países de maior população mundial fossem alocados nos de maior extensão territorial?

575423_582326558489688_1610026629_n

 

Fornecedores: http://www.mdig.com.br/ e https://www.facebook.com/pages/Geografia-Depressão