Arquivo de Agosto, 2013

TRABALHADOR BRASILEIRO NÃO DEIXE DE LER ISSO!

Você que trabalha com Carteira de Trabalho assinada, sabia que seu FGTS não está sendo corrigido corretamente pela Caixa Econômica Federal? E que você trabalhador pode conseguir este dinheiro que deixou de ir pro seu bolso de volta? Vou explicar.

É uma questão de extrema importância para milhões de trabalhadores brasileiros. O FGTS foi criado na década de 60 para proteger o trabalhador brasileiro da antiga estabilidade decenal, sendo este fundo constituído de valores depositados pelos empregadores e que possibilita o trabalhador juntar algum patrimônio.

Ocorre que, por lei, o dinheiro depositado no FGTS do trabalhador deve sofrer correção monetária para que não perca seu poder de compra. No entanto, a Caixa Econômica Federal desde janeiro de 1999, não vem aplicando os índices de correção corretos, causando uma defasagem no saldo do FGTS de milhões de trabalhadores brasileiros.

Há casos em que a defasagem chega a 88%, vou ilustrar:

O trabalhador quando foi sacar seu FGTS tinha na conta R$10.000,00, quando na verdade deveria ter R$18.800,00 (no caso de defasagem de 88%), ou seja este trabalhador tem para receber da Caixa Econômica Federal R$8.800,00 com juros e correções.

Você trabalhador não pode deixar de procurar o seu advogado de confiança e pleitear seu direito de ter de volta um dinheiro que é seu!

Por Pedro Rubia de Paula Rodrigues, advogado especialista na área de Direito Previdenciário, sócio proprietário do escritório de advocacia C.A. Rodrigues Advogados Associados.

fgts

O talentoso Brock Baker tem seu canal de imitações  – https://www.youtube.com/user/McGoiter – e lá ele dubla vários personagens que até ultrapassa a perfeição. Como os Simpsons é mais conhecido pela dublagem em português, o de South Park (dublado horrivelmente no nosso idioma) soa mais familiar aos nossos ouvidos. Ouçam de olhos fechados e batam palmas depois!

 

south-park-dublado

diretamente do http://www.uhull.com.br

Nesse sábado (24/8) tem início a exposição mais bem-humorada, e criativa, de charges no Brasil, sediada na cidade de Piracicaba, onde morei e estudei de 2005 a 2008. Para apreciadores da boa arte e de boas sacaneadas, principalmente às pessoas ditas públicas.

Lembro muito bem do primeiro ano que fui ao evento, muito bem-acompanhado de dois compadres com quem dividia quarto na pensão da ilma D. Nádia (Xucre). O Engenho Central da cidade estava lotado de quadros, pessoas e celebridades, a exemplo do prefeito na época Barjas Negri, que sofreu um esbarrão de um dos meus amigos, e os irmãos Caruso, estes cheguei a ficar bem próximo enquanto davam entrevista à rede local de televisão.

Tive a sorte de ver desenhos com repertório de peso aos políticos (foi pouco depois que o Mensalão veio à tona), além de caricaturas de personalidades e críticas às intervenções antrópicas no mundo.

Segue abaixo algumas obras que estarão presentes esse ano. Bem que essa exposição poderia ‘interiorizar’ mais.

1185538_10151913042507228_440792997_n charge-de-dario-castillejos-do-mexico Mencao_Honrosa_Caricatura_Saeed-Sadighi_Ira Mencao_Honrosa_Charge_Mohsen-Asadi_Ira

Diretamente do http://www.9gag.com

aXbwGv6_700b

Com a ajuda de adultos ou não, talento para boa música todas elas têm!

Os niños colombianos mandam Depeche Mode:

 

Os nihondinhos tocam R.E.M.

 

Os mini-metaleiros

 

musica-8

Simples, prático…e enganoso!

LEGO

 

recomendo o http://www.naftalina.net para outros assuntos também!

Um garotão inteligente vindo da roça, se candidatou a um emprego numa grande loja de departamentos da cidade. Na verdade, era a maior loja de departamentos do mundo,tudo podia ser comprado nessa loja. O gerente perguntou ao rapaz:
– Você já trabalhou alguma vez na vida?
– Sim , eu fazia negócios na roça.
O gerente gostou do jeitão simplório do moço e disse:
– Pode começar amanhã, e no final da tarde  venho verificar como você se saiu.
O dia foi longo e árduo para o rapaz. As 17:30 o gerente se acercou do novo empregado para verificar sua produtividade e perguntou:
– Quantas vendas você fez hoje?
– Uma!
– Só uma? A maioria dos meus vendedores faz de 30 a 40 vendas por dia. De quanto foi a venda que você fez?
– Dois milhões e meio de Reais!
– Como você conseguiu isso???
– Bem, o cliente entrou na loja e  eu lhe vendi um anzol pequeno, depois um anzol médio e finalmente um anzol bem grande. Daí eu lhe vendi uma linha fina de pescar,uma de resistência média e uma bem grossa, para pescaria pesada. Eu lhe perguntei onde ele ia pescar e ele me disse que ia fazer pesca oceânica. Eu sugeri que talvez fosse precisar de um barco, então eu o acompanhei até a seção de náutica e lhe vendi uma lancha importada, de primeira linha. Aí eu disse a ele que talvez um carro pequeno não fosse capaz de puxar a lancha levei-o a seção de carros e lhe vendi uma camionete  com tração nas quatro rodas. O gerente levou um susto, e perguntou:
– Você vendeu tudo isso a um cliente que veio aqui para comprar um pequeno anzol?
– Não senhor, ele entrou aqui, de fato, para comprar um pacote de absorvente para a esposa, e eu disse a ele:
– “Já que o Sr. não vai comer a sua mulher neste final de semana, porque o senhor não vai pescar??”

Caipira-esperto

“1. Evite repetir a mesma palavra, porque essa palavra vai se tornar uma palavra repetitiva e, assim, a repetição da palavra fará com que a palavra repetida diminua o valor do texto em que a palavra se encontre repetida!

2. Fuja ao máx. da utiliz. de abrev., pq elas tb empobrecem qquer. txt ou mensag. que vc. escrev.

3. Remember: Estrangeirismos never! Eles estão out! Já a palavra da língua portuguesa é very nice! Ok?

4. Você nunca deve estar usando o gerúndio! Porque, assim, vai estar deixando o texto desagradável para quem vai estar lendo o que você vai estar escrevendo. Por isso, deve estar prestando atenção, pois, caso contrário, quem vai estar recebendo a mensagem vai estar comentando que esse seu jeito de estar redigindo vai estar irritando todas as pessoas que vão estar lendo!

5. Não apele pra gíria, mano, ainda que pareça tipo assim, legal, da hora, sacou? Então joia. Valeu!

6. Abstraia-se, peremptoriamente, de grafar terminologias vernaculares classicizantes, pinçadas em alfarrábios de priscas eras e eivadas de preciosismos anacrônicos e esdrúxulos, inconciliáveis com o escopo colimado por qualquer escriba ou amanuense.

7. Jamais abuse de citações. Como alguém já disse: “Quem anda pela cabeça dos outros é piolho”. E “Todo aquele que cita os outros não tem ideias próprias”!

8. Lembre-se: o uso de parêntese (ainda que pareça ser necessário) prejudica a compreensão do texto (acaba truncando seu sentido) e (quase sempre) alonga desnecessariamente a frase.

9. Frases lacônicas, com apenas uma palavra? NUNCA!

10. Não use redundâncias, ou pleonasmos ou tautologias na redação. Isso significa que sua redação não precisa dizer a mesmíssima coisa de formas diferentes, ou seja, não deve repetir o mesmo argumento mais de uma vez. Isso que quer dizer, em outras palavras, que não se deve repetir a ideia que já foi transmitida anteriormente por palavras iguais, semelhantes ou equivalentes.

11. A hortografia meresse muinta atensão! Preciza ser corrijida ezatamente para não firir a lingúa portuguêza!

12. Não abuse das exclamações! Nunca!!! Jamais!!! Seu texto ficará intragável!!! Não se esqueça!!!

13. Evitar-se-á sempre a mesóclise. Daqui para frente, pôr-se-á cada dia mais na memória: “Mesóclise: evitá-la-ei”! Exclui-la-ei! Abominá-la-ei!”

14. Muita atenção para evitar a repetição de terminação que dê a sensação de poetização! Rima na prosa não se entrosa: é coisa desastrosa, além de horrorosa!

15. Fuja de todas e quaisquer generalizações. Na totalidade dos casos, todas as pessoas que generalizam, sem absolutamente qualquer exceção, criam situações de confusão total e geral.

16. A voz passiva deve ser evitada, para que a frase não seja passada de maneira não destacada junto ao público para o qual ela vai ser transmitida.

17. Seja específico: deixe o assunto mais ou menos definido, quase sem dúvida e até onde for possível, com umas poucas oscilações de posicionamento.

18. Como já repeti um milhão de vezes: evite o exagero. Ele prejudica a compreensão de todo o mundo!

19. Por fim, Lembre-se sempre: nunca deixe frases incompletas. Elas sempre dão margem a….”

(JB Oliveira)

953fe4935c5f12a687fe89f6ef0a2e71

Primeiro minha opinião, depois o parecer do coronel que investiga o caso

Marcelo Rezende endemoniou o game Assassin’s Creed na chacina provocada pelo filho dos policiais em São Paulo. O brasileiro e a velha mania de culpar qualquer coisa por qualquer barbárie.
Caro apresentador e meios de comunicação, sou da geração que jogou à exaustão Quake e Mortal Kombat e nem por isso sou um atirador frustrado que odeia o mundo. Esse tipo de reação, se for constatado o garoto como autor do crime, é resultado de uma cadeia de influências desde o momento em que ele veio ao mundo, passando por educação, convivência e consumo de, por e todas as preposições viáveis, ao seu redor, principalmente os pais.
Só lembrando que nos últimos anos quem vem incitando – e vendendo – a violência é a própria imprensa. A reflexão sobre como cuidar, atentar e vigiar os filhos para evitar fins trágicos como esse começa na velha, respeitosa e básica conversa aberta, e contando sim com especialistas das áreas urgentes (pedagogia, psicologia…).
Dois anos após Realengo, outra tragédia envolvendo menor de idade ganha espaço nos debates, e dessa vez em uma família que não pertencia a classe baixa, fator importante a ser destacado, já que os crimes comuns são justificados pela situação financeira, insuflado pelo abandono e comportamento errôneo dos progenitores.

“Um menino que não tinha problemas comportamentais e elogiado pelos professores. Um garoto de 12 anos sem nenhum traço de bipolaridade, esquizofrenia, psicopatia e/ou psicose. Não sabia lidar com armas. Era um garoto alegre e sociável.
Cinco pessoas foram mortas. Isso é, um garoto sozinho, subjugou 5 pessoas. Enquanto ele atirou em um, os outros ficaram esperando.
Lembrando que, quando uma pessoa da um tiro na própria cabeça ou no próprio ouvido, a tendência clara é o corpo cair para o lado oposto, em torno de 35 cm a 50 cm da arma. Afinal o impulso do impacto do tiro faz a pessoa ir para o lado oposto do tiro.
Se, por um exemplo, os pais foram mortos primeiros, porque a tia e a tia-avó continuaram deitadas? Se a tia e a tia-avó foram mortas primeiro, porque os pais não fizeram nada?
Tiros de precisão na cabeça. Um menino de 12 anos, que esta matando os familiares, não dará, tiro de precisão na cabeça. Geralmente, filhos e/ou pais que matam seus entes, atiram no coração e, quando o tiro é na cabeça, é impreciso. Tem a ‘marca’ do recuo da própria pessoa. Há hesitação na hora do tiro.
É mais fácil culpar quem não pode se defender (afinal ele já morreu) do que apontar o real culpado, BLINDADO PELA MÍDIA.
Um menino de 12 anos monta toda uma cena, mata 5 pessoas com tiros na cabeça, é destro – fato constatado pela família – (e o tiro foi da esquerda para direita) dirige um carro e estaciona na porta da escola, volta e se mata?
O fato da porta não estar arrombada e sim aberta é facilmente explicado. Há duas hipóteses: A primeira é que a própria família abriu a porta por conhecer seu algoz. A segunda é: Na hora que alguém estava chegando, o algoz rendeu a pessoa e entrou junto.”
(coronel Telhada)

1150893_417166728401156_148259223_n

Frodo e sua trupe passaram pelo paraíso da Terra Média ‘verdadeira’. Viva a paisagem natural, viva a geomorfologia, viva o planeta sustentável!

 

4.1.1