Arquivo de Maio, 2012

Explicação sem Ofensa

Posted: 30/05/2012 by sobziro in Geral, Humor
Etiquetas:,

Um homem de 90 anos, bem de vida, estava fazendo seu check-up anual. 
 
O médico perguntou como ele estava se sentindo:

– Nunca me senti tão bem! – respondeu o velho.

– Minha nova esposa tem 22 anos e está grávida, esperando um filho meu. Qual a sua opinião a respeito?

O médico refletiu por um momento e disse:

– Deixe-me contar uma história: Eu conheço um cara que era um caçador fanático, nunca perdeu uma estação de caça. Mas, um dia, por engano, colocou seu guarda-chuva na mochila em vez da arma… Quando estava na floresta, um urso repentinamente apareceu em sua frente. Ele sacou o guarda-chuva da mochila, apontou para o urso e.. BANG!… o urso caiu morto!

– Ha!Ha!Ha!Ha!!…Isto é impossível – disse o velhinho – algum outro caçador deve ter atirado no urso!

– EXATAMENTE!!! 


bang!

Crazy Drummer

Posted: 27/05/2012 by sobziro in Geral
Etiquetas:

Gordinhos não fazem somente gordices!

Tá, se ouvir de olhos fechados a batida é normal. Mas quero ver manter as acrobacias!

Anônimo da Baviera

Posted: 23/05/2012 by sobziro in Geral, Humor
Etiquetas:,

Nunca o Neo foi tão ‘Drogbático’…

Telegrama do Juvenal

Posted: 19/05/2012 by sobziro in Geral, Humor
Etiquetas:, ,

“O Juvenal estava desempregado havia meses. Com a resistência que só os brasileiros têm, o Juvenal foi tentar mais um emprego em mais uma entrevista. Ao chegar ao escritório, o entrevistador observou que o candidato tinha exatamente perfil
desejado, as virtudes ideais e lhe perguntou:
– Qual foi seu último salário?
– ‘Salário mínimo’, respondeu Juvenal.
– Pois se o Sr. for contratado, ganhará 10 mil dólares por mês!
– Jura?
– Que carro o Sr. tem?
– Na verdade, agora eu só tenho um carrinho pra vender pipoca na rua e um carrinho de mão!
– Pois se o senhor trabalhar conosco ganhará um Audi para você e uma BMW para sua esposa! Tudo zero!
– Jura?
– O senhor viaja muito para o exterior?
– O mais longe que fui foi pra Belo Horizonte, visitar uns parentes…
– Pois se o senhor trabalhar aqui viajará pelo menos 10 vezes por ano, para Londres, Paris, Roma, Mônaco, Nova Iorque, etc.
– Jura?
– E lhe digo mais… O emprego é quase seu. Só não lhe confirmo agora porque tenho que falar com meu gerente. Mas é praticamente garantido. Se até amanhã (6ª feira) à meia-noite o senhor NÃO receber um telegrama nosso cancelando, pode vir trabalhar na segunda-feira com todas essas regalias que eu citei. Então já sabe: se NÃO receber telegrama cancelando até à meia-noite de amanhã, o emprego é seu!
Juvenal saiu do escritório radiante. Agora era só esperar até a meia-noite da 6ª feira e rezar para que não aparecesse nenhum maldito telegrama. Sexta-feira mais feliz não poderia haver.. E Juvenal reuniu a família e contou as boas novas.
Convocou o bairro todo para uma churrascada comemorativa à base de muita música. Sexta de tarde já tinha um barril de chope aberto. Às 9 horas da noite a festa fervia. A banda tocava, o povo dançava, a bebida rolava solta. Dez horas, e a mulher de Juvenal aflita, achava tudo um exagero. A vizinha gostosa, interesseira, já se jogava pro lado do Juvenal.
E a banda tocava!
E o chope gelado rolava!
O povo dançava!
Onze horas, Juvenal já era o rei do bairro. Gastaria horrores para o bairro encher a pança. Tudo por conta do primeiro salário. E a mulher resignada, meio aflita, meio alegre, meio boba, meio assustada.
Às onze horas e cinqüenta e cinco minutos….vira na esquina buzinando feito louco, um cara numa motoca amarela… Era do Correio!
A festa parou!
A banda calou!
Um bêbado arrotou!
Um cachorro uivou!
– Meu Deus, e agora? Quem pagaria a conta da festa?
– Coitado do Juvenal! Era a frase mais ouvida.
– Joguem água na churrasqueira!
O chope esquentou!
A mulher do Juvenal desmaiou!
A motoca parou!
O cara desceu e se dirigiu ao Juvenal:
– Senhor Juvenal Batista Romano Barbieri?
Si, si, sim, so, so, sou eu…
A multidão não resistiu…
– OOOOOHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!
E o cara da motoca:
– Telegrama para o senhor…
Juvenal não acreditava… Pegou o telegrama, com os olhos cheios d’água, ergueu a cabeça e olhou para todos. Silêncio total. Não se ouvia sequer uma mosca! Juvenal respirou fundo e abriu o envelope do telegrama tremendo, enquanto uma lágrima rolava, molhando o telegrama..
Olhou de novo para o povo e a consternação era geral. Tirou o telegrama do envelope, abriu e começou a ler. O povo em silêncio aguardava a notícia e se perguntava:
– E agora? Quem vai pagar essa festa toda?
Juvenal recomeçou a ler, levantou os olhos e olhou mais uma vez para o povo que o encarava…
Então, Juvenal abriu um largo sorriso, deu um berro triunfal de alegria e começou a gritar eufórico:
– Mamãe morreeeeuuu! Mamãe morreeeeuuu!!!!!!!”

PS: A mãe do Juvenal foi usada na piada por motivos exclusivamente humorísticos. Não trocaria a minha matriarca por preço algum!

…Eles podem salvar sua vida um dia.

Origem dos Mandamentos

Posted: 12/05/2012 by sobziro in Geral, Humor
Etiquetas:,

Deus perguntou aos Gregos:
– Vocês querem um mandamento?
– Qual seria o mandamento, Senhor?
– Não matarás!
– Não obrigado. Isso interromperia as nossas conquistas.

Então, Deus perguntou aos Egípcios:
– Vocês querem um mandamento?
– Qual seria o mandamento, Senhor?
– Não cometerás adultério!
– Não obrigado. Isso arruinaria os nossos fins-de-semana.


Chateado, mas não derrotado, Deus perguntou aos Assírios:
– Vocês querem um mandamento?
– Qual seria o mandamento, Senhor?
– Não roubarás!
– Não obrigado. Isso arruinaria a nossa economia.

Deus, enfim , perguntou aos Judeus:
– Vocês querem um mandamento?
– Quanto custa?
– É de graça.
– Então manda DEZ!

Nagila Hava em nome da paz….ãh?

Cazuza x Psicóloga: A Triste Verdade

Posted: 09/05/2012 by sobziro in Eu acho que..., Geral
Etiquetas:, ,

Relato da psicóloga Karla Christine depois de ver o filme ‘Cazuza – O Tempo Não Pára’:

Fui ver o filme Cazuza há alguns dias e me deparei com uma coisa estarrecedora. As pessoas estão cultivando ídolos errados. Como podemos cultivar um ídolo como Cazuza? Concordo que suas letras são muito tocantes, mas reverenciar um marginal como ele, é, no mínimo, inadmissível.

Marginal, sim, pois Cazuza foi uma pessoa que viveu à margem da sociedade, pelo menos uma sociedade que tentamos construir (ao menos eu) com conceitos de certo e errado. No filme, vi um rapaz mimado, filhinho de papai que nunca precisou trabalhar para conseguir nada, já tinha tudo nas mãos. A mãe vivia para satisfazer as suas vontades e loucuras. O pai preferiu se afastar das suas responsabilidades e deixou a vida correr solta.

São esses pais que devemos ter como exemplo? Cazuza só começou a gravar pois o pai era diretor de uma grande gravadora. Existem vários talentos que não são revelados por falta de oportunidade ou por não terem algum conhecido importante. Era um traficante, como sua mãe revela no livro, admitiu que ele trouxe drogas da Inglaterra, um verdadeiro criminoso. Concordo com o juiz Siro Darlan quando ele diz que a única diferença entre Cazuza e Fernandinho Beira-Mar é que um nasceu na zona sul e outro não.

Fiquei horrorizada com o culto que fizeram a esse rapaz, principalmente por minha filha adolescente ter visto o filme. Precisei conversar muito para que ela não começasse a pensar que usar drogas, participar de bacanais, beber até cair e outras coisas fossem certas, já que foi isso que o filme mostrou. Por que não são feitos filmes de pessoas realmente importantes que tenham algo de bom para essa juventude já tão transviada? Será que ser correto não dá Ibope, não rende bilheteria? 

Como ensina o comercial da Fiat, precisamos rever nossos conceitos, só assim teremos um mundo melhor. Devo lembrar aos pais que a morte de Cazuza foi consequência da educação errônea a que foi submetido .

Será que Cazuza teria morrido do mesmo jeito se tivesse tido pais que falassem NÃO quando necessário? Lembrem-se, dizer NÃO é a prova mais difícil de amor. Não deixem seus filhos à revelia para que não precisem se arrepender mais tarde. A principal função dos pais é educar. Não se preocupem em ser ‘amigo’ de seus filhos. Eduque-os e mais tarde eles verão que você foi a pessoa que mais os amou e foi, é, e sempre será, o seu melhor amigo, pois amigo não diz SIM sempre.”

Imaginem um cartaz com tais informações na praça que leva o nome do artista, no Leblon.

Será que era só o Brasil que deveria mostrar a sua cara?