Arquivo de Janeiro, 2012

Top 5 Covers (OS PIORES)

Posted: 29/01/2012 by sobziro in Top 5
Etiquetas:

Os piores dessa lista podem ser os melhores para muitos, lembrando que os comentários estão abertos para sugestões e críticas

5º – T.A.T.U. – How Soon is Now? (The Smiths)

O que deu errado: Dá a impressão que Morrisey cheirou gás hélio. A dupla russa também ignorou a origem da música, numa demonstração um tanto constrangedora de ignorância.

4º – Van Halen – Pretty Woman (Roy Orbison)

O que deu errado: Uma introdução de 1:50min desnecessária. Se a versão original foi consagrada pelo ritmo romântico de Orbison, o cover ficou ridículo e inibiu o talento de Eddie Val Halen com a guitarra. Isso fora o clipe tosco.

3º – Scissor Sisters – Comfortably Numb (Pink Floyd)

O que deu errado: Transformar o psicodélico Pink Floyd em ritmo dançante é tarefa impossível senão ofensiva. Nada contra a banda referência ao público GLS, mas me pergunto como o mala do Roger Waters permitiu tal regravação?

2º – Graveworm – Losing My Religion (R.E.M.)

O que deu errado: outra tentativa frustrada de adaptação roqueira. A canção suave ficou muito pauleira e ‘vomitada’. Antes que digam que não gosto de Heavy Metal, o cover de Bullet the Blue Sky (U2), feito pelo Sepultura, ficou ótimo.

1º Capital Inicial – Mulher de Fases (Raimundos)

O que deu errado: Dinho & Cia até acertaram com “A sua maneira” (versão brasileira de ‘De Música Ligera’ dos argentinos Soda Stereo), porém copiar à risca um dos últimos suspiros dos Raimundos ficou mais maçante do que nostálgico. A ponto de rezar para Rodolfo (vocal) e Fred (bateria) se entenderem com os remanescentes.

Últimas Frases de Químicos

Posted: 25/01/2012 by sobziro in Ócio Criativo, Ctrl C/Ctrl V, Humor
Etiquetas:,

– Vou acender um fósforo… (Quantos acidentes já começaram assim…)
– Não toque em nada! (É pedir pro sujeito tocar)
– Deixa comigo… (Sempre desconfie um pouco da pessoa que diz isso)
– Relaxa… é nóis! (Sempre desconfie do seu parcero de laboratório também)
– Este é um experimento completamente seguro… (Não custa nada desconfiar do professor também)
– Agora só falta um…
– Vou colocar mais um pouco
– Atchim!
– Vai que dá!
– Fique calmo, vai acabar tudo bem!
– Tá tudo bem, eu sei o que estou fazendo! (Certeza?)
– Ooops! (Acompanhado do som de um vidro quebrando, CORRA!)
– Sabe qual a chance disso acontecer? Uma em um milhão! (Essa justamente é a uma!)
– Vamos lá que não tem erro.
– Eu vi o cara fazer isto na televisão!…
– Já fiz antes! Faço de olho fechado!…
– Olhe! Com uma mão só! (Esse é ruim)
– Olhe! Sem as mãos! (ESSE É PIOR!!!)
– Bobagem! Provavelmente é só uma coceirazinha! (A sensação de queimação vem logo em seguida)
– JOGA ÁGUA!!! (Na química, água não resolve todos os problemas)
– Que vela engraçada! O que significa TNT? (Acenda, e se sobreviver nos avise)
– Tem certeza que não tem perigo?
– Segura ae! (Se for dito antes da frase do “Ooops!”, CORRA!)
– Pra quê luvas? (Depois a mão fica preta e não diga que não avisei)
– Eu sempre fiz isso e nunca aconteceu nada… (Causa o mesmo efeito da frase do “milhão”)
– Vai que dá tempo… (Acelera a reação, veja que bonita explosão ocorre)
– Cheiro de gás?

Download (NOT) Free!

Posted: 19/01/2012 by sobziro in Humor, Momento Rage!
Etiquetas:,

Com o ‘vitória’ sobre o Megaupload, a SOPA já tem o recado para 4shared, Rapidshare e Mediafile…

Dedicado a um amigo farmcêutico que estuda em Ouro Preto!

Besouro Suco!

Posted: 18/01/2012 by sobziro in Geral, Humor
Etiquetas:,

Memorável cena de dança no filme emblemático de Tim Burton. Viva (o final d)os anos 80!

Carta de uma Professora para a revista Veja.
RESPOSTA À REVISTA VEJA

            Sou professora do Estado do Paraná e fiquei indignada com a reportagem da jornalista Roberta de Abreu Lima “Aula Cronometrada”. É com grande pesar que vejo quão distante estão seus argumentos sobre as causas do mau desempenho escolar com as VERDADEIRAS  razões que  geram este panorama desalentador.

Não há necessidade de cronômetros, nem de especialistas  para diagnosticar as falhas da educação. Há necessidade de todos os que pensam que: “os professores é que são incapazes de atrair a atenção de alunos repletos de estímulos e inseridos na era digital” entrem numa sala de aula e observem a realidade brasileira. Que alunos são esses “repletos de estímulos” que muitas vezes não têm o que comer em suas casas quanto mais inseridos na era digital? Em que  pais de famílias oriundas da pobreza  trabalham tanto que não têm como acompanhar os filhos  em suas atividades escolares, e pior em orientá-los para a vida? Isso sem falar nas famílias impregnadas pelas drogas e destruídas pela ignorância e violência, causas essas que infelizmente são trazidas para dentro da maioria das escolas brasileiras. Está na hora dos professores se rebelarem contra as acusações que lhes são impostas. Problemas da sociedade deverão ser resolvidos pela sociedade e não somente pela escola.

Não gosto de comparar épocas, mas quando penso na minha infância, onde pai e mãe, tios e avós estavam presentes e onde era inadmissível faltar com o respeito aos mais velhos, quanto mais aos professores e não cumprir as obrigações fossem escolares ou simplesmente caseiras, faço comparações com os alunos de hoje “repletos de estímulos”. Estímulos de quê?  De passar o dia na rua, não fazer as tarefas, ficar em frente ao computador, alguns até altas horas da noite, (quando o têm), brincando no Orkut, ou o que é ainda pior envolvidos nas drogas. Sem disciplina seguem perdidos na vida. Realmente, nada está bom. Porque o que essas crianças e jovens procuram é amor, atenção, orientação e disciplina.    

Rememorando, o que tínhamos nós, os mais velhos,  há uns anos atrás de estímulos? Simplesmente: responsabilidade, esperança, alegria. Esperança que se estudássemos teríamos uma profissão, seríamos realizados na vida. Hoje os jovens constatam que se venderem drogas vão ganhar mais. Para quê o estudo? Por que numa época com tantos estímulos não vemos olhos brilhantes nos jovens? Quem, dos mais velhos, não lembra a emoção de somente brincar com os amigos,  de ir aos piqueniques, subir em árvores? E, nas aulas, havia respeito, amor pela pátria.. Cantávamos o hino nacional diariamente, tínhamos aulas “chatas” só na lousa e sabíamos ler, escrever e fazer contas com fluência. Se não soubéssemos não iríamos para a 5ª. Série. Precisávamos passar pelo terrível, mas eficiente, exame de admissão. E tínhamos motivação para isso.

Hoje, professores “incapazes” dão aulas na lousa, levam filmes, trabalham com tecnologia, trazem livros de literatura juvenil para leitura em sala-de-aula (o que às vezes resulta em uma revolução),  levam alunos à biblioteca e a outros locais educativos (benza, Deus, só os mais corajosos!) e, algumas escolas públicas onde a renda dos pais comporta, até a passeios interessantes, planejados minuciosamente, como ir ao Beto Carrero. E, mesmo, assim, a indisciplina está presente, nada está bom. Além disso, esses mesmos professores “incapazes”,  elaboram atividades escolares como provas, planejamentos, correções nos fins-de-semana, tudo sem remuneração;

Todos os profissionais têm direito a um intervalo que não é cronometrado quando estão cansados. Professores têm 10 minutos de intervalo, quando têm de escolher entre ir ao banheiro ou tomar às pressas o cafezinho. Todos os profissionais têm direito ao vale alimentação, professor tem que se sujeitar a um lanchinho, pago do próprio bolso, mesmo que trabalhe 40 h.semanais. E a saúde? É a única profissão que conheço que embora apresente atestado médico tem que repor as aulas. Plano de saúde? Muito precário.    Há de se pensar, então, que  são bem remunerados… Mera ilusão! Por isso, cada vez vemos menos profissionais nessa área, só permanecem os que realmente gostam de ensinar, os que estão aposentando-se e estão perplexos com as mudanças havidas no ensino nos últimos tempos e os que aguardam uma chance de “cair fora”.Todos devem ter vocação para Madre Teresa de Calcutá, porque por mais que  esforcem-se em ministrar boas aulas, ainda ouvem alunos chamá-los de “vaca”,”puta”, “gordos “, “velhos” entre outras coisas. Como isso é motivante e temos ainda que ter forças para motivar. Mas, ainda não é tão grave. Temos notícias, dia-a-dia,  até de agressões a professores por alunos. Futuramente, esses mesmos alunos, talvez agridam seus pais e familiares. 

Lembro de um artigo lido, na revista Veja, de Cláudio de Moura Castro, que dizia que um país sucumbe quando o grau de incivilidade de seus cidadãos ultrapassa um certo limite. E acho que esse grau já ultrapassou. Chega de passar alunos que não merecem. Assim, nunca vão saber porque devem estudar e comportar-se na sala de aula; se passam sem estudar mesmo, diante de tantas chances, e com indisciplina… E isso é um crime! Vão passando série após série, e não sabem escrever nem fazer contas simples. Depois a sociedade os exclui, porque não passa a mão na cabeça. Ela é cruel e eles já são adultos. 

Por que os alunos do Japão estudam? Por que há cronômetros? Os professores são mais capacitados? Talvez, mas o mais importante é  porque há disciplina. E é isso que precisamos e não de cronômetros.  Lembrando: o professor estadual só percorre sua íngreme carreira mediante cursos, capacitações que são realizadas, preferencialmente aos sábados. Portanto, a grande maioria dos professores está constantemente estudando e aprimorando-se. 

Em vez de cronômetros, precisamos de carteiras escolares, livros, materiais, quadras-esportivas cobertas (um luxo para a grande maioria de nossas escolas), e de lousas, sim, em melhores condições e em maior quantidade. Existem muitos colégios nesse Brasil afora que nem cadeiras possuem para os alunos sentarem. E é essa a nossa realidade!  E, precisamos, também, urgentemente de educação para que tudo que for fornecido ao aluno não seja destruído por ele mesmo.

Em plena era digital, os professores ainda são obrigados a preencher os tais livros de chamada, à mão: sem erros, nem borrões  (ô, coisa arcaica!), e ainda assim se ouve falar em cronômetros. Francamente!!

Passou da hora de todos abrirem os olhos  e fazerem algo para evitar uma calamidade no país, futuramente. Os professores não são culpados de uma sociedade incivilizada e de banditismo, e finalmente, se os professores  até agora  não responderam a todas as acusações de serem despreparados e  “incapazes” de prender a atenção do aluno com aulas motivadoras é porque não tiveram TEMPO. Responder a essa reportagem custou-me metade do meu domingo, e duas turmas sem as provas corrigidas.

Oxigenadas!

Posted: 10/01/2012 by sobziro in Ctrl C/Ctrl V, Humor
Etiquetas:,

Pra você entender melhor o que se passa em Mulheres Ricas e BBB’s:

COMPRANDO UM REVÓLVER
Uma loira está preocupada, pois acha que seu marido está tendo um caso. Vai até uma loja de armas e compra um revólver. No dia seguinte, ela volta para casa e encontra seu marido, na cama, com uma ruiva espetacular.

Ela aponta, então, a arma para a própria cabeça..

O marido pula da cama, implora e suplica para que ela não se mate.Aos berros, a loira responde:
– Cale a boca, cretino.. Você é o próximo!

NATAÇÃO
Uma loira entrou na competição de natação, modalidade “peito”. As outras competidoras eram uma morena e uma ruiva. A morena chegou em primeiro e a ruiva em segundo. Após certo tempo, chega a loira, completamente exausta.

Após ser reanimada com café e cobertores , ela fala:
– Não quero fazer fofoca, mas acho que aquelas outras duas usaram os braços.

NA PRAIA
Uma loira está deitada na praia , com um bronzeado espetacular, a ponto de chamar a atenção. Uma mulher interessada chega perto e pergunta:
– Por favor, qual o seu protetor?
– São Francisco de Assis. 

O QUE ESTÁ MAIS DISTANTE?
Uma loira pergunta para a outra:
– O que está mais distante Londres ou a Lua?
A outra responde:
– Nossa!!! Que pergunta mais sem sentido!!! Você consegue ver Londres daqui???
– Não!!!
– Então….. amigaaaaaaaaaaa… 

PEDINDO UMA PIZZA
A loira pede uma pizza pelo telefone. Então, a atendente da pizzaria pergunta:
– A senhora quer que eu corte em quatro ou em oito pedaços?
E a loira:
– Em quatro, por favor! Eu jamais agüentaria comer oito pedaços. 

ABRINDO UMA LATA DE CERVEJA
A loira estava abrindo uma lata de cerveja com um abridor de latas e sua amiga,então, lhe disse :
– Pra que isso??? É só puxar o lacre!!!
E a loira com cara de sabida:
– É, mas isso é pra quem não tem abridor. 

Sim! O champagne e o caviar que você tanto esbanja foi um caminhoneiro que levou!

Bem-Vindo 2012!

Posted: 05/01/2012 by sobziro in Ócio Criativo, Geral
Etiquetas:, ,

Essa vinheta do VH1 tocou à exaustão e a música da Edif Piaf (sim, a mesma do filme A Origem) ainda ecoa por aqui. Ótima edição de vídeo!