E agora, Coreias?

Posted: 22/12/2011 by sobziro in Eu acho que..., Geral
Etiquetas:,

Parece que 2011 foi o ano do alívio para as potências ocidentais, com Kim Jong-Il entrando para a lista de eliminados do ‘Eixo do Mal’, por enquanto causado por ataque cardíaco durante uma viagem. As reações da população mostram um povo choroso que zelava pelo seu líder. Mas algumas questões foram levantadas com o fato: Qual o futuro da Coreia do Norte? Como será a relação com os próximos China e Japão? Por quê o temor ao invés do alívio da Coreia do Sul?

O futuro do país mais isolado do mundo segue com Kim Jong-un, filho mais novo do ditador, como herdeiro e as preferências do antigo líder devem persistir: investimento na indústria bélica, propaganda cultuada para alienar a população e rígido controle das ações dos contribuidores. Comandará o país auxiliado por um tio e um militar, já que seu prontuário médico o acusa de ser um tanto inapto para governar sozinho.

A China é uma das principais, pra não dizer única, parceiras comerciais do país, e suas relações também não devem mudar. Companheiras de política comunista e repressão à opositores, a nação com maior população do mundo ainda adquiriu exclusividade para transmitir imagens e notícias da Coreia para ‘esclarecer’ o ocorrido. O mesmo não se pode dizer do Japão, rival histórico das Coreias e ainda fragilizado pelas catástrofes naturais de março. Governo e população da ilha já se preparam para quaisquer tipo de investida.

O temor da Coreia do Sul tem seu fundamento: Kim Jong-Il poderia ser lunático e prepotente, mas não era bobo de arriscar um ataque direto ao vizinho que apresenta um crescimento econômico vertiginoso desde os anos 2000 (vide Samsung e Hyundai) e com amigos na Otan. Os novos governantes e as altas patentes do exército, querendo mostrar empenho militar e aproveitar o momento de serpente sem cabeça, podem não ser tão cautelosos e discretos. A população sul-coreana tenta seguir a rotina de normalidade ditada pelo governo.

Destaque a um certo desprezo da mídia ocidental pela morte de Kim Jong Il. Ainda que tivesse notável circulação nos noticiários da TV e nos jornais, a divulgação ficou muito aquém das capturas e mortes de Bin Laden e Gaddafi, talvez até do estado de saúde de Hugo Cháves, um dos últimos alvos dos EUA. Seria pela falta de recursos importantes disponíveis no país? As exibições militares mostradas e fotografadas podem forjar um armamento obsoleto e sem muito perigo ao poderoso EUA.  Te cuida Ahmadinejad!

Qualquer semelhança com São Petersburgo não é mera coincidência

PS: As gravações dos norte-coreanos em estado de pranto e histeria não devem ser encaradas como reais e/ou sinceras pelo fato de estarem habituados a seguirem ordens.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s