Morello, o fanfarrão

Posted: 18/10/2010 by sobziro in Ctrl C/Ctrl V

Inauguremos hoje uma categoria arroz com feijão em quase todos os blogs, inclusive nos famosos, que é repassar algo já publicado em outros meios, de jornais a otras cosas. E como o SWU ainda tá fresco na memória de muita gente, o artigo transcrito não foge do assunto.

Álvaro Pereira Júnior, redator e repórter de reportagens meia-boca do fantástico, desceu a lenha no ativista-revoltado Tom Morello(RATM), em sua coluna semanal (e ambígua) ‘Escuta Aqui’, no caderno Folhateen. Segue abaixo o porrete:

TOM MORELLO, MANÉ NA MÃO DO MST

“Quando vi fotos de um cara que admiro e respeito, Tom Morello, guitarrista do Rage Against The Machine, pagando de otário ao lado dos malacos do MST, me lembrei de outra foto-símbolo da militância ingênua: Sting, bonzinho, ao lado do índio Raoni, nos anos 80.

Sting reclamou por anos de todos os chapéus que levou dos índios. Tomaram-lhe dinheiro e prestígio. Ele e Raonisó reatarm recentemente, unidos contra a usina de Belo Monte. De Morello, não sei o que o MST tomou. Se não levou nada, foi porque não deu tempo.

Morei na Califórnia, conheço esse tipo de gringo bem intencionado e politicamente correto que abraça qualquer bandeira.

Coma esta carambola, ela foi plantada organicamente por velhinhas do altiplano da Bolívia. Ele come.

Recite estes versos, eles foram ditados por um vovozinho analfabeto no sul do Piauí. Ele recita.

Dê dinheiro para os plantadores de milho de Burkina Fasso, que estão perdendo terreno para plantações transgênicas. Ele dá.

Nessa semana, foram publicadas novas fotos da holandesa que aderiu à guerrilha das Farc, na Colômbia, achando que cerrava fileiras por um lindo ideal de igualdade. Quando descobriu que lutava ao lado de traficantes a quem interessava tudo, menos igualdade, era tarde. Agora, é refém dos pilantras.

Gringo é assim: só enxerga preto e branco. MST, movimento que luta por terra para quem não tem? Claro, vamos aderir. Deve ter sido isso que Tom Morello pensou. Só não caiu a ficha porque não ficou tempo suficiente com aqueles tipos.

Mas, pensando bem, ainda é tempo. De um jeito ou de outro, daqui a pouco ele recebe a conta.

Aí, como Sting, vai chiar. Tarde demais.

PS: RATM, da próxima vez no Brasil, toquem e só. Pode ser?”

(Álvaro Pereira Júnior)

 

Com eles, "Killing in the Name of" tem complemento

 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s